quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Em busca do Logus!

E cá estou eu com duas malas para arrumar tudo o que tenho. Terei que me desfazer de tantas coisas. Pratico, obssecadamente, o desapego. É o que me resta nesse momento de fechamento de um ciclo. Fecha-se um ciclo, sem dúvidas. Um novo ciclo que começa, sem dúvida! E lá vou eu em busca da minha casa ainda não encontrada. Sinto-me um hippie; um andarilho chique; um peregrino! 

Mas, por falar em peregrinar, um dos meus desejos - já quase um projeto - é fazer o Caminho de Santiago de Compostela. O Caminho me chama. E vou em busca da minha espiritualidade mal resolvida. Como você já sabe, sou agnóstico. Recuso-me a acreditar em deuses lendários por nós mesmos inventados, inclusive, o famigerado deus bíblico. Mas, sinto-me bem com a minha bagagem de fé. Parece que adquiri uma certa consciência que me permite pairar sobre tudo o que já foi criado e pensado. Estou certo que não mais me meterei no meio de um grupo de fieis sem qualquer noção crítica sobre o objeto adorado. Não me é mais possível, simplesmente, acreditar por acreditar.

Levo minhas duas malas com minhas roupas e nada mais de material. Entretanto, a minha energia está mais volumosa e saio melhor que cheguei. Estou satisfeito com a luta que não me foi inglória. Vou mais leve em tudo e por tudo! E para lá me vou! Vou-me sem pretensões algumas que não seja viver o dia o melhor que o possa! Expolorarei cada minuto e centímetro do espaço ao qual eu estiver inserido. E não perderei meu precioso tempo com nada nem ninguém que não o valha. 

Pode até ser que eu venha a buscar alguma corrente filosófica que satisfaça, de algum modo, a minha necessidade de encontrar os valores ditos "espirituais". Vamos ver! Mas, acorrentar-me a dogmas e crenças sem lógicas jamais!

Wanderley Lucena

Nenhum comentário: