terça-feira, 20 de dezembro de 2011

SONHOS SONHADOS

Ontem á noite sonhei um sonho engraçado. Sonhei que sonhava um sonho. E nunca tinha imaginado que se pode sonhar que se está sonhando. No meu sonho sonhado me aparecia alguém que me dizia me está vindo em sonho para que eu avisasse a um parente seu que ele, o parente, iria morrer. Acordei atônito e me levantei, meio que em transe, e me fui lavar a cara. Voltei á minha alcova e, de novo, sonhei. Sonhei que estava ante o parente e que não tinha coragem de dizer-lhe que havia sonhado o sonho no qual algum parente seu lhe avisava de sua morte iminente. Nesse segundo sonho, me lembro, fiquei na dúvida se havia mesmo sonhado aquele sonho e se ele era digno de credibilidade. Sonhos são só sonhos. E sonhos que são sonhos de sonhos devem ter menos importância ainda. Quando acordei do segundo sonho, encafifado, fiquei a pensar em quantos sonhos dentro de sonhos eu havia sonhado. Não sei quem que me aparecia no sonho, nem a quem deveria avisar de alguma morte. Entretanto, nessa semana, pura coincidência, morreram Cesária Évora, Sérgio Brito, Joãozinho Trinta, Rodolfo Bottino e um mequetrefe chamado Kim Jong-il.

Wanderley Lucena

Nenhum comentário: