sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Mar do Francês

Adeus mar do Francês!
Ficas um pouco mais salgado ante minhas lágrimas derramadas 
Lágrimas que agora fazem parte de ti
Guarda-as com carinho e não as percas
Obrigado por teu calor e por teu abraço que me submergiu e ressuscitou tantas vezes
Tuas ondas me abasteceram de energia e donde percebi parte de ti
Mergulhar em tuas águas mornas e cristalinas
Voltar a ser, de novo, feto em placenta
Protegido e envolvido
Eu e tu
Nós apenas
Tu me acolhestes e me ouvistes
Mas, não chores, querido mar
Logo nos encontraremos novamente em tua outra margem
Sei que tuas águas serão frias e que te temerei o contato
Mas, sem dúvida, num dia de muito sol, de novo me envolverás 
Não quero mais deixar-te lágrimas grossas e de dor
Que elas sejam benditas e agradecidas
Adeus meu querido mar!

Wanderley Lucena

Nenhum comentário: