domingo, 3 de janeiro de 2016

Chance Zero

O ano começa com todos os problemas do velho ano, o ano que se acabou. Parece que nos falta - ou que me falta - um ingrediente importante do ano de 2015 ou do início dele, a esperança. Àqueles ainda continuam esperançosos no quesito Brasil eu sinto vos informar que vossa esperança é vã. Somos um país sem solução. Não temos educação que nos faça votar com consciência e ética. Cinquenta Reais vale um voto neste país. Por vezes. basta uma cesta básica com produtos de quinta categoria e se garante o cabresto que elege o corrupto ao posto de representante legislativo em qualquer casa representativa deste povo ignorante. 

Não temos educação e, muito menos família! Há toda uma geração que já está perdida. Essa geração já não recebeu os valores básicos que seriam transmitidos de pai para filho. Tal fenômeno ocorre porque a geração anterior à atual já estava em franco processo de deteriorização de seus valores. 

É de arrepiar perceber que esta geração sem qualquer valor está a presentar a terceira geração que já nasce no negativo. São verdadeiros zumbis; caixas sem conteúdo algum que vislumbram a sua sobrevivência no acaso e têm nas bolsas esmolas do governo a certeza de seu miserável sustento.

Claro que as tais malfadas bolsas são, na verdade, incentivo à preguiça irresponsável de quem não se sente na obrigação de qualquer esforço físico ou mental. Não há família que lhes instrua e obrigue a comparecer em escolas e que se eduquem para que pudéssemos ter um futuro melhor.

A educação por si só está sucateada e com um corpo de funcionários muito mal pago. Os professores recebem uma merreca e em muitos lugares, sequer são concursados e não têm eles qualquer nível que lhes garantisse o posto. Tais profissionais contam com a irresponsabilidade de governantes corruptos e sem ética. 

Há esperança? Não. Vejo um futuro tenebroso e dias sombrios de caos e desordem na república das bananas! A solução única aos que têm juízo é o embarque internacional para nunca mais voltar!

Wanderley Lucena

Nenhum comentário: