quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CARTA LONDRINA


































Londres, 10 de novembro de 2011.

Caro Amigo;

Te  escrevo de um computador no aeroporto de Londres ao qual nem me atreeverei a escrever o nome, haja vista, a quantidade de consoantes no nome. Mas estou aqui porque chegamos atrasados para o embarque para Roma. Cinco minutos atrasados e ficamos presos aqui ate o meio dia quando embarcaremos em outro voo, depois de pagarmos uma "baba" de multa pelo atraso.

Mas Londres e gigantesca e belissima. Ontem subi na roda gigante que eles chamam de London Eye. Disem ser a maior do mundo, mas nao afirmo isso categoricamente por nao ter tempo de fazer pesquisa agora. Depois fomos ao museu da Madame Tussou. E isso nos valeu muita pena. As imagens em cera, todas em tamanho natural, exibidas ao longo de alguns andares, de tao perfeitas, podem ser, facilmente, confundidas com uma pessoa real. Uma descida a camara do horrores e imperdivel. La a madame espressou os horrores das guilhotinadas da Bastilha francesa, incluindo-se, a cabeca de Maria Antonieta. Impressionante!

Depois uma visita demorada e muito prazeirosda, com aprendizado historico, na Catedral de Westminster. Aquele onde secasam e se coroam os reis e principes da Granbretania. Reis, rainhas, cavaleiros, camareiros, ppoetas e cientistas, ao montes, estao ali enterrados em tumulos que deixam o espectador de boca aberta. 

Desculpe-me se te escrevo sem a devida pontuacao. Estou em computador que tem teclado diferente e alguns dos nossos pontos usados no portugues, sequer existem nele.   

Um abraco e ate a proxima.

Wanderley Lucena

Nenhum comentário: