sexta-feira, 3 de junho de 2011

Voilà!


Fecho o ciclo 
Escancaro portas
Encerro as atividades produtivas e assalariadas
Vou sem destino
Me dedicarei ao que me proporcionar prazer
Sonhos, planos, objetivos
Sol, mar, vento na cara
Braços abertos, sorriso largo
Um cantinho só pra mim
Só pra você
O mundo
Nova estrada
Não sei para onde ela me levará
"C'est la vie", diria meu amigo francês
Sair sem hora pra voltar
Voltar por prazer
Ir por querer
A alma é infante
A caixa que a leva, nem tanto
Privilégio jubilar na meia idade
Os reflexos respondem e correspondem
Subir na jaboticabeira
E porque não? 
Fazer bobeira e besteira
Até o dia que der.
Voilà!

Wanderley Lucena

Um comentário:

Madá disse...

Proveitosos dias para você, caro Lucena!